Efeito do anti-TNF-a em implantes endometriais no peritônio de ratas

Por: William Kondo; Eduardo Andreazza Dal Lago; Lucia de Noronha;Marcia Olandoski;Paulo Gustavo Kotze;Vivian Ferreira do Amaral

Resumo

Objetivo: Avaliar o efeito da terapia anti-TNF-a no tratamento de implantes endometriais no peritônio de ratas. 

Métodos: Os implantes endometrióticos foram induzidos cirurgicamente em 120 ratas Wistar-Albino. Os animais foram aleatoriamente distribuídos em 4 grupos. O grupo C (n=36) recebeu uma injeção intraperitoneal de 0,2ml de solução salina. O grupo L (n=41) recebeu uma injeção subcutânea de 1mg/kg de leuprolide. O grupo I5 (n=20) recebeu uma injeção subcutânea de 5mg/kg de anticorpo monoclonal anti-fator de necrose tumoral (TNF) a (infliximab). O grupo I10 (n=20) recebeu uma injeção subcutânea de 10mg/kg de infliximab. As ratas foram sacrificadas após 21 dias para se avaliar o tamanho dos implantes e a expressão do TNF-a. 

Resultados: O tratamento com leuprolide promoveu uma redução absoluta na área de superfície do implante comparado com o grupo C (+14mm vs. 0mm;p=0,013) e com o grupo I10 (+14mm vs. +5mm; p=0,018). Da mesma forma, uma redução percentual da area de superfície do implante foi observada comparando o grupo L com o grupo C (+33,3% vs. 0%; p=0,005) e com o grupo I10 (+33,3% vs. +18,3%;p=0,027). O tratamento com infliximab não foi capaz de diminuir a área de superfície do implante comparado com o grupo C. A expressão de TNF-a reduziu nos grupos L, I5 e I10 comparado com o grupo C (505,6µm2 vs. 660,5µm2 vs. 317,2µm2 vs. 2519,3µm2,respectivamente; p<0,001). 

Conclusão: A terapia anti-TNF-a reduziu a expressão de TNF-a nos implantes endometrióticos mas não reduziu a área de superfície da lesão.

Leave a Comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado.